Carajás Esporte

verde

evolução e vaga

Brasil vence o Japão e avança à próxima fase do Mundial

Seleção evolui na competição e apresenta um ótimo desempenho em quadra, com Leal como o destaque da classificação com 17 pontos. Cachopa foi o levantador titular no lugar de Bruninho

Após uma estreia tensa e difícil, o Brasil sabia que tinha de mudar para avançar à segunda fase do Mundial de vôlei masculino, disputado na Eslovênia e na Polônia. Com Cachopa de titular no lugar do capitão Bruninho, a seleção sofreu no início da partida, mas logo encontrou seu melhor jogo e atropelou o Japão em 3 sets a 0, com parciais de 25/21, 25/18 e 25/16 . A vitória garantiu o time brasileiro nas oitavas de final da competição.

O Brasil volta à quadra na terça-feira, dia 30 de julho. Já garantida nas oitavas de final, a seleção encara o Catar às 6h (de Brasília), em busca da terceira vitória no grupo B. Será o último jogo da equipe na fase de classificação. O sportv2 transmite a partida ao vivo, e o ge acompanha tudo em tempo real.

Como foi o jogo?

 

O Brasil teve um começo de jogo complicado, não resistindo ao craque Yuji Nishida. O oposto japonês foi destaque no saque e no ataque, mas um pedido de tempo do técnico brasileiro mudou a partida. A seleção não enfrentou mais dificuldades e mostrou evolução na competição. Cachopa, que entrou bem na estreia contra Cuba, foi titular contra o Japão. O levantador demorou a engrenar em quadra, mas depois fez ótimas combinações com Flávio e Lucão. A experiência de Wallace foi importante no decorrer dos sets, mas a potência de Leal foi fundamental para a segunda vitória da seleção no Mundial.

Números do jogo

 

Maiores pontuadores:
Leal – 17 pontos
Yuki Ishikawa – 10 pontos

Pontos de ataque:
Brasil: 39
Japão: 29

Pontos de bloqueio:
Brasil: 9
Japão: 4

Pontos de saque:
Brasil: 4
Japão: 4

1° set – Leal garante o placar para o Brasil

 

Uma ótima sequência de saques de Yuji Nishida abriu o placar. O oposto japonês soltou o braço no serviço e colocou 3/0 no marcador. A resposta do Brasil veio com Leal, que na mesma moeda deixou tudo igual dentro de quadra. O Japão se manteve à frente forçando os erros da seleção brasileira. Com Cachopa de titular no lugar do capitão Bruninho, algumas combinações ficaram comprometidas.

Quando os japoneses abriram novamente três pontos de vantagem, o técnico Renan Dal Zotto parou a partida e ajustou jogadas. O Brasil retornou mais confiante, aproveitando todos os contra-ataques e com um bloqueio mais ofensivo. Wallace fez pontos importantes, mas Leal foi fundamental para a vitória na parcial 25/21.

2° set – Brasil absoluto em quadra

 

O Brasil parecia outro time no segundo set, com volume de jogo e fluidez em quadra. O ponteiro Leal seguiu como a referência da seleção em quadra, mostrando muito recurso no ataque. Experiente, o campeão olímpico Wallace também teve participação importante. Além de ser efetivo ofensivamente, o oposto atuou bem no bloqueio e conseguiu anular o craque japonês Nishida. Cachopa conseguiu ótimas jogadas com os centrais Lucão e Flávio. O Brasil garantiu mais uma parcial com facilidade: 25/18.

3° set – Nishida ressurge, mas Brasil vence

 

Yuji Nishida retornou para o terceiro set dando trabalho ao Brasil. Destaque do Japão, o oposto começou o set explorando o bloqueio brasileiro. O japonês forçou alguns erros da seleção, mas logo a equipe de Renan Dal Zotto leu a jogada do rival e assumiu a liderança do placar. Com tranquilidade, abriu larga vantagem. Wallace deu lugar a Darlan no fim do set. O jovem oposto levou para quadra os seus movimentos de “Naruto” no momento do saque. Vitória da seleção e classificação garantida: 25/16.

Campanha do Brasil

 

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas