Carajás Esporte

verde

natação

Nicholas Santos festeja tri mundial, mas lamenta: “Queria o recorde”

Veterano nadador tinha como objetivo levar o ouro nos 50m borboleta no Mundial de Abu Dhabi com nova marca

Das última cinco finais dos 50m borboleta em Campeonatos Mundiais de Natação em piscina curta (25m), Nicholas Santos ganhou três. A mais recente delas nesta segunda-feira, em Abu Dhabi, sobre adversários no mínimo 12 anos mais novos.

Mas engana-se quem acha que o veterano de 41 anos ficou plenamente satisfeito com o feito. A marca de 21s93 não era bem o que ele tinha em mente para a finalíssima.

– Eu não fiz o meu melhor tempo. Meu objetivo era bater o recorde mundial [21s75, que ele divide com o húngaro Szebastian Szabo]. Mas não é tão fácil assim. Fico satisfeito por ter conseguido o título. Muitas vezes a gente não pensa em tempo, e sim em bater na frente. Consegui esses três títulos de campeão mundial nessa prova – disse o nadador.

Nicholas cravou a marca mundial em 2018, poucos dias antes de vencer os 50m borboleta no Mundial em piscina curta de Hangzhou, na China. Szabo igualou o recorde no início de novembro. A expectativa era grande por uma luta encarniçada entre ambos, mas o europeu foi apenas o quarto colocado.

Nicholas cravou a marca mundial em 2018, poucos dias antes de vencer os 50m borboleta no Mundial em piscina curta de Hangzhou, na China. Szabo igualou o recorde no início de novembro. A expectativa era grande por uma luta encarniçada entre ambos, mas o europeu foi apenas o quarto colocado.

(GE GLOBO)

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas