Carajás Esporte

verde

De volta para casa

Rony volta ao Remo e declara ‘carinho grande’ pelo Leão

O Clube do Remo segue apresentando seus reforços para temporada de 2022. O último foi o lateral-direito Rony, que deixou o clube em 2019 pelas portas do fundo e acabou retornando.

Questionado sobre as negociações com o Remo, o jovem revela que foi uma oportunidade aproveitada pelas duas partes. “Na verdade essa volta surgiu de uma oportunidade onde meus representantes e a diretoria se encontraram, acertaram o que precisava e surgiu a ideia da minha volta. Quando fui perguntado não hesitei em aceitar. É um clube que tenho carinho grande, foram cinco anos aqui e a identificação pesou nessa decisão”.

O lateral também explicou o que houve em 2019 para que ele precisasse acionar a justiça para sair do Remo. “Como todos acompanharam, aconteceu que infelizmente tive que entrar na justiça. Meus representantes e eu tentamos conversa com a diretoria e não fluiu. Aconteceu o que aconteceu. Mas hoje sou jogador do Remo, já passei uma borracha nisso, tô feliz de ter voltado e vou honrar essa camisa”.

O jovem ainda afirma que chega ao Remo mais experiente e com mais bagagem em campeonatos nacionais. “Totalmente diferente. Em termos de estrutura, de direcionamento. Não peguei a gestão do Fábio, quando ele tava chegando eu tava saindo. Mas reflete as conquistas, o título da Copa Verde, o acesso à Série B. Infelizmente teve o rebaixamento, mas as coisas boas são maiores que as ruins. Esse tempo fora pude adquirir experiência, jogar Série B pelo Sampaio Corrêa, Copa do Nordeste, Copa do Brasil, fomos campeões maranhenses. Hoje me vejo mais maduro fisicamente, tecnicamente pra chegar aqui e fazer uma grande temporada”.

 

(ROMANEWS)

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas