Carajás Esporte

verde

No Brasileirão com mais vermelhos em dez anos, Fla-Flu tem recorde de expulsões no campeonato

Dos cinco jogos disputados por Flamengo e Fluminense na temporada, quatro tiveram cartões vermelhos. Das 11 expulsões nesses confrontos em 2022, oito foram por atitude antidesportiva

O Fla-Flu do fim de semana teve cinco jogadores expulsos e ajudou de forma decisiva a transformar este Brasileirão na edição com mais cartões vermelhos para atletas dos últimos dez anos, mesmo com um jogo ainda por disputar nesta rodada.

Foram 83 expulsões em 27 rodadas, superando a edição de 2020, que teve 82 cartões vermelhos para atletas nas primeiras 27 rodadas.

Nathan comemora gol do Fluminense contra o Flamengo — Foto: André Durão

Nathan comemora gol do Fluminense contra o Flamengo — Foto: André Durão

Com cinco jogadores expulsos, três do Flu (um deles do banco de reservas, David Braz) e dois do Fla, a partida Flamengo 1 x 2 Fluminense se tornou a que teve mais cartões vermelhos para atletas deste Brasileirão, superando Internacional 2 x 3 Botafogo, da rodada 13, que teve quatro atletas expulsos.

Foi a terceira vez que David Braz recebeu um cartão vermelho neste Brasileirão, se tornando o atleta mais expulso da competição. O zagueiro do Fluminense já havia sido expulso no Fla-Flu do primeiro turno, derrota por 2 a 1, também por reclamação e também no banco de reservas, e na derrota por 0 x 2 contra o Atlético-GO, por matar com um empurrão um contra-ataque, quando era o último defensor de linha, sem contar o goleiro.

Fla-Flus tensos

 

O Fla-Flu do fim de semana foi o quinto disputado nesta temporada e o quarto em que houve ao menos uma expulsão no clássico. Só no primeiro jogo da final do Carioca deste ano a partida acabou sem ao menos um jogador expulso.

Nos outros quatro confrontos entre Flamengo e Fluminense na temporada, houve 11 expulsões, sendo oito delas por atitudes antidesportivas. Das 11 expulsões, três envolveram atletas que estavam protestando do banco de reservas contra a equipe de arbitragem.

Fonte: GE

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas