Carajás Esporte

verde

Gabigol se torna o jogador mais expulso no Brasil desde que chegou ao Flamengo

Cartão vermelho contra o Ceará é o sétimo pelo clube e o sexto por atitudes antidesportivas

Gabriel Barbosa completou 200 jogos com a camisa do Flamengo justamente no jogo em que conquistou (mais) uma marca pessoal: o jogador mais jovem a fazer 100 gols no Brasileirão. Mas o dia não foi só de lembranças positivas para o atacante, que chegou à sétima expulsão desde 2019.

O camisa 9 do Flamengo é o jogador que mais foi expulso no futebol brasileiro nas últimas quatro temporadas. Dos setes vermelhos apenas um aconteceu por falta, que foi logo o primeiro, na derrota para o Peñarol, na Libertadores em 2019. Um carrinho frontal fez Gabi receber o vermelho direto.

Outros cinco cartões vermelhos foram por atitude antidesportiva – sendo divididos em categorias: desrespeito ao árbitro, provocação, ofensas à arbitragem, ironia e agressão leve. Um cartão foi por reclamação. Ao todo, três cartões vermelhos diretos.

Cinco expulsões aconteceram quando o Flamengo era mandante da partida. O levantamento do Espião Estatístico indica que as expulsões aconteceram quatro vezes pelo Brasileiro, duas vezes pela Libertadores e uma vez pelo Carioca.

Com exceção da expulsão contra o Bahia, que aconteceu aos 10 minutos do primeiro tempo, todas as outras aconteceram na segunda etapa. Em sua maioria, Gabi foi expulso a partir dos 30 do segundo tempo, sendo três punições nos acréscimos.

Apesar disso, o saldo do Flamengo é positivo: quatro vitórias, duas derrotas e um empate. Gabi, por sua vez, marcou em três dos sete jogos. Ao todo, quatro gols, sendo dois deles na final da Libertadores de 2019, em que foi expulso no último minuto da partida por fazer gestos obscenos provocando a torcida do River Plate.

A média do atacante é uma expulsão a cada 28 jogos. Em relação aos cartões amarelos, a situação é um pouco diferente e mais representativa. São 58 amarelos em 200 partidas, ou seja, uma punição a cada 3,44 jogos de Gabigol.

Expulsões de Gabigol pelo Flamengo

Competição Jogo Gol Cartão Motivo
Libertadores 2019 Flamengo 0 x 1 Peñarol 0 Vermelho direto – 75 minutos Carrinho frontal
Brasileirão 2019 Grêmio 0 x 1 Flamengo 1 Vermelho – 74 minutos Atitude antidesportiva (desrespeitar o juiz)
Libertadores 2019 Flamengo 2 x 1 River Plate 2 Vermelho direto – 95 minutos Atitude antidesportiva (provocar torcida rival)
Carioca 2020 Fluminense 1 x 2 Flamengo 0 Vermelho – 93 minutos Reclamação
Brasileirão 2020 Flamengo 4 x 3 Bahia 0 Vermelho direto – 10 minutos Atitude antidesportiva (ofensa à arbitragem)
Brasileirão 2021 Flamengo 0 x 4 Internacional 0 Vermelho – 63 minutos Atitude antidesportiva (bater palmas ironicamente para o juiz)
Brasileirão 2022 Flamengo 1 x 1 Ceará 1 Vermelho – 94 minutos Atitude antidesportiva (agressão leve, chutar a bola em cima do adversário)
No fim da partida, o atacante cobrou uma falta rapidamente, a bola bateu no adversário, e o árbitro entendeu como atitude antidesportiva apontando uma agressão leve do camisa 9. Segundo amarelo. Cartão vermelho aplicado. E Gabi desfalca o Flamengo contra o Goiás, no domingo.

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas