Carajás Esporte

verde

Susto

Eriksen fala pela primeira vez após problema cardíaco: ‘Eu morri por cinco minutos’

O meia dinamarquês Christian Eriksen falou pela primeira vez sobre o trauma que viveu no dia 12 de junho de 2020, quando sofreu um problema cardíaco durante a partida da Dinamarca contra a Finlândia, pela Eurocopa. O jogador conversou com o canal dinamarquês “DR TV” e relembrou os momentos de tensão que viveu no período. Além disso, Eriksen fez questão de agradecer a todo o apoio recebido.

“Eu achei incrível ver que tantas pessoas sentiram que era preciso me escrever ou mandar flores. Isso teve um impacto muito grande e fiquei muito feliz. Minha família também. No hospital só me falavam que eu seguia recebendo flores e isso foi incrível porque eu não esperava que as pessoas fossem me mandar flores — disse Eriksen, também falando sobre a sua experiência e como ficou agradecido com o apoio das pessoas”, disse o meia.

“Eu morri por cinco minutos. Ver todo esse carinho e desejos positivos me ajudou muito. Eu só tenho a agradecer a todos que se preocuparam comigo. Além de agradecer também aos médicos, meus companheiros de equipe e as famílias. Mas os torcedores me mandaram milhares de cartas, e-mails e flores. Me encontravam nas ruas da Itália ou Dinamarca e vinham falar comigo. Eu só tenho a agradecer pelo carinho”, afirmou Eriksen.

Após sofrer o problema cardíaco no final do primeiro tempo, o jogador foi atendido no gramado por cerca de 15 minutos e depois transferido a um hospital próximo ao estádio. Eriksen precisou passar por uma cirurgia para implantar um cardioversor desfibrilador implantável (CDI). Depois foram seis dias internado até receber alta do hospital.

Devido ao novo equipamento, Eriksen não pode atuar no futebol italiano, já que ele é proibido pelas autoridades de saúde da Itália em competições oficiais. Assim, para seguir sua carreira no futebol, o jogador dinamarquês terá que buscar um outro clube. No momento em que teve o problema cardíaco, Eriksen era jogador da Inter de Milão, da Itália.

Monitorado por uma junta médica, o jogador já voltou a fazer atividades físicas de baixo impacto e esteve aprimorando sua forma física no Odense, clube dinamarquês aonde iniciou a sua carreira. Até o momento Eriksen não tem certeza sobre o seu futuro no futebol.

 

(ROMANEWS)

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas