Carajás Esporte

verde

Corinthians vira, mas Internacional reage e empata na Arena

As equipes brigam pela parte de cima da tabela. O resultado beneficiou o Palmeiras, que continua líder isolado e sem aproximação de outras equipes

Corinthians e Internacional empataram em 2 a 2 numa gelada e lotada Neo Química Arena neste domingo (14). E o Alvinegro escapou de levar a virada num jogo em que ele mesmo reverteu o placar depois de sofrer gols aos 40 segundos.

O jogo teve um primeiro tempo bom do time da casa e uma segunda etapa de dominância total dos colorados Alemão e Alan Patrick fizeram para os visitantes. Balbuena e Yuri Alberto fizeram para o time da casa.

Quem mais gostou do resultado foi o Palmeiras. Se vencesse, o Timão iria tirar dois pontos da vantagem do líder Palmeiras. O Timão e o Inernacional chegam aos 43 -oito a menos que os alviverdes.

O Corinthians só volta a campo no domingo (11), contra o São Paulo, no Morumbi. O Inter recebe o Cuiabá no próximo sábado (10).

JOGO

O Inter abriu o placar logo a 1 minuto, com Alemão, em boa jogada invadindo a área pela direita com a bola dominada e chute de esquerda. O atacante Alemão tem se especializado em castigar os grandes paulistas. Além do gol de hoje contra o Corinthians, ele também marcou na derrota do Inter para o Palmeiras por 2 a 1, na última rodada do 1º turno.

Atrás no placar, o Corinthians não se acanhou e não demorou a empatar: aos 12, Gustavo Silva bateu escanteio, Gil Subiu muito e Balbuena apareceu na pequena área para completar para a rede: 1 a 1.

Ainda no primeiro tempo o Corinthians virou com Yuri Alberto, que pegou rebote em chute de Guedes e fez 2 a 1 para o Timão. Mas o Inter cresceu no 2º tempo e empatou aos 22′, com Alan Patrick.

Na segunda etapa, o Corinthians se encolheu um pouco e acabou atraindo o Inter. Levou o empate e poderia ter sofrido mais gols.

Já o time gaúcho foi para cima do Corinthians e ficou muito tempo com a bola. Muitas vezes, a equipe de Mano Menezes teve dificuldade de invadir a área. Mas, quando apostava na transição em velocidade pelos lados, levou perigo, como no lance do empate, construído pela esquerda. Esteve perto da virada.

Fonte: DOL

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas