Carajás Esporte

verde

Análise

Competitivo e letal, Flamengo supera dificuldades e fica confortável no confronto

Time não encaixa a marcação contra o São Paulo, mas conta com pontaria afiada na frente e segurança de Santos no gol

A vitória por 3 a 1 sobre o São Paulo, que deixou o Flamengo mais perto da vaga na final da Copa do Brasil, foi uma prova da maturidade e alta capacidade competitiva que o time de Dorival Júnior alcançou.

Mesmo com um desempenho abaixo do que a equipe tem mostrado recentemente, conquistou um ótimo resultado fora de casa e soube sair de uma situação que está pouco acostumado: ser pressionado e exigido na defesa. Na frente, foi letal para conquistar a vantagem.

Flamengo teve mais a bola, e o São Paulo se fechou em busca dos contra-ataques. Um dos pontos fortes do time de Dorival não se repetiu na partida. Os jogadores de frente não conseguiram fazer o “perde e pressiona” com eficiência, e o Tricolor criou muitas chances, principalmente pela esquerda com Patrick.

O goleiro Santos mais uma vez teve participação decisiva com defesas importantes. Na frente, o Flamengo foi letal. Everton Ribeiro achou João Gomes dentro da área, e o volante marcou de cabeça.

– A nossa marcação não encaixou em sentido nenhum. Nós demos espaço. Mas mesmo assim a nossa última linha estava muito bem postada e isso é um ponto positivo da nossa equipe. Foi um dia que não tivemos uma partida equilibrada dentro das nossas condições e, mesmo assim, fomos letais nas jogadas criadas – analisou Dorival.

Gabigol não estava em dia inspirado. Errou passes, interrompeu ataques e desperdiçou uma boa chance após passe de Pedro, mas quando a bola sobrou limpa para empurrar para o fundo do gol, não perdoou e colocou o 2 a 0 no placar.

A essa altura o São Paulo já estava rondando com perigo a meta rubro-negra. Aos 21 do segundo tempo, Rodrigo Nestor conseguiu acertar o canto de Santos e diminuiu.

Dorival mexeu no time para dar mais fôlego, e coube a Everton Cebolinha, já aos 48 do segundo tempo, decretar o 3 a 1 que deixa o Flamengo mais confortável para o jogo de volta, dia 14 de setembro, no Maracanã. Foi o primeiro do atacante pelo clube.

COMPARTILHE

Recomendado para você

CABEÇA FRIA
Abel põe “cabeça fria” à prova para não ficar fora de eventual final da Libertadores com o Palmeiras
PALMEIRAS
Por que Jhon Jhon é a melhor opção para substituir Dudu hoje
Guardiola
Guardiola rasga elogios a Rico Lewis, joia do City: “Um dos melhores que treinei”
ORIENTE MÉDIO
Moisés é liberado pelo Londrina após receber proposta de time do Oriente Médio