Carajás Esporte

verde

alegria

Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo

Jogador revela ainda foco para aprender português: "Indo para sala de aula"

Com um pouco mais de 20 minutos em campo contra o Bragantino, no jogo de ida das quartas do Parazão, Esli Garcia fez dois gols e provou que pode ser útil ao Paysandu nesta temporada. O jogador venezuelano destaca que o apoio que recebe dentro do clube é essencial para se adaptar o mais rápido possível.

– Quando saio para jogar cada partida, procuro transmitir alegria. Me considero assim. A verdade é que estou muito contente pelo apoio que me deram no pouco que tenho dado em cada jogo. Quero continuar melhorando, me adaptando da melhor maneira para dar alegria a eles e poder comemorar muito mais gols. Agradecer a torcida pelo apoio e carinho que tem por mim. Sei que há um longo caminho a percorrer, mas vamos juntos, de mãos dadas, seguir percorrendo.

Natural de Araure, na Venezuela, Esli ainda está se adaptando ao português. Para acelerar o processo de aprendizagem, ele está indo para a aula para conseguir se comunicar de forma mais eficiente no clube.

– Desde que cheguei, estou melhorando muito. Estou indo para sala de aula para melhorar, para ficar bem, para aprender, para entender, para me comunicar melhor. Agora entendo um pouco mais, compreendo. É seguir melhorando para fazer aquela coisa extra, que muita gente não vê, mas quero continuar melhorando para me adaptar da melhor forma e ficar bem, ajudando meus companheiros e colocar a equipe onde ela merece.

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas