Carajás Esporte

verde

Ngannou diz não ter se impressionado com vitória de Gane

Campeão do peso-pesado do Ultimate estava na arena em Paris, fez elogios ao francês, mas disse ser difícil se impressionar com alguém que ele já venceu

A vitória de Ciryl Gane na luta principal do UFC Paris diante de Tai Tuivasa, quando nocauteou no terceiro assalto em confronto muito movimentado, teve na plateia um convidado especial. Campeão dos pesos-pesados do Ultimate e algoz do francês em janeiro deste ano, Francis Ngannou assistiu de perto ao confronto e disse não ter se impressionado com a atuação de Gane.

– Sim, ele é bom, mas eu sou campeão. É difícil ficar impressionado. Ótima performance. Eu sei que ele é um ótimo lutador. É difícil responder essa pergunta para um cara que eu bati, se eu estou impressionado com ele. Quer dizer, ele está aqui por um motivo. Eu lutei com ele por uma razão, porque ele é o desafiante número 1 – declarou, em entrevista para a “ESPN” americana após o evento.

Kamaru Usman e Francis Ngannou no UFC Paris — Foto: Getty Images

Kamaru Usman e Francis Ngannou no UFC Paris — Foto: Getty Images

Ngannou elogiou a capacidade de Gane de controlar a luta conforme ela se estendeu, após passar por um momento difícil no segundo round, quando sofreu um knockdown.

– Essa luta foi muito eletrizante. Teve muita ação na luta e, em algum momento, você vê que a luta estava meio a meio e então virou para o lado do Ciryl. Foi o que achei. Porque quanto mais durasse a luta, ele é bom em controlar isso e conseguiu aplicar na luta esta noite. Você vê os chutes no corpo, foi isso que o levou a vitória. Ele fez uma luta técnica.

A vitória de Ngannou sobre Gane, inclusive, foi a última luta do camaronês sob seu atual contrato com o UFC, mas ele segue vinculado à organização até janeiro de 2023. O lutador ainda não chegou a um acordo para renovação com a companhia, mas disse que sua preocupação no momento é se recuperar das cirurgias que passou no joelho para tratar do ligamento cruzado anterior e ligamento colateral medial após o confronto contra o francês em janeiro deste ano.

– Não tenho qualquer ideia sobre o que vou fazer agora já que não tenho nenhum prazo para retorno. Vou ver o médico daqui a uma semana. Estou sendo acompanhado pelo médico, então ele vai chegar e ver como estou – concluiu.

Fonte: GE

COMPARTILHE

Recomendado para você

CABEÇA FRIA
Abel põe “cabeça fria” à prova para não ficar fora de eventual final da Libertadores com o Palmeiras
PALMEIRAS
Por que Jhon Jhon é a melhor opção para substituir Dudu hoje
Guardiola
Guardiola rasga elogios a Rico Lewis, joia do City: “Um dos melhores que treinei”
ORIENTE MÉDIO
Moisés é liberado pelo Londrina após receber proposta de time do Oriente Médio