Carajás Esporte

verde

NOCAUTE

Na luta principal do UFC, Amanda Lemos vence Marina Rodriguez por nocaute

No co-evento principal, em Las Vegas, o veterano Neil Magny finalizou Daniel Rodriguez e se recuperou na organização

No UFC Apex, Amanda Lemos venceu Marina Rodriguez por nocaute técnico no terceiro round da luta principal do evento em Las Vegas. O triunfo da peso-palha a coloca como nova postulante ao cinturão da categoria, que, hoje, pertence a Carla Esparza. Neil Magny derrotou Daniel Rodriguez no co-evento principal e, no card preliminar, Tamires Vidal e Polyana Viana venceram por nocaute técnico.

Amanda Lemos comemora vitória sobre Marina Rodriguez no UFC — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

Amanda Lemos comemora vitória sobre Marina Rodriguez no UFC — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

 

O primeiro round foi muito equilibrado, com Amanda conectando mais golpes em pé. No último lance, entretanto, Marina conseguiu ficar por cima na queda e tentou encaixar uma guilhotina, sem sucesso. Com melhor tempo para encurtar distância, Amandinha conseguiu quedar Marina e quase conseguiu vencer por mata-leão, mas Marina Rodriguez conseguiu se defender bem e escapou do perigo. Mas Amanda Lemos continuou trabalhando bem no chão e pontuou bem no segundo round.

No começo do terceiro round, entretanto, não teve jeito. Amanda Lemos conseguiu um cruzado de encontro no topo da cabeça de Marina Rodriguez, que sentiu. Amandinha, então, partiu para cima com tudo para acabar a luta.

Amanda Lemos venceu Marina Rodriguez por nocaute técnico no UFC — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

Amanda Lemos venceu Marina Rodriguez por nocaute técnico no UFC — Foto: Chris Unger/Zuffa LLC

Após a vitória, Amanda Lemos explicou que treinou bastante o golpe que abalou a adversária e pediu ao presidente do UFC, Dana White, para ficar como reserva do combate que vale o cinturão peso-palha entre Carla Esparza e Weili Zhang, no próximo sábado, no UFC 281.

— Início foi estudado, mas estava com a estratégia montada e a gente treinou esse golpe de encontro. Eu olhei para ela e vi que ela bambeou e não pensei duas vezes em acabar a luta. Dana, eu estou aqui. Me coloca de reserva para a luta que vale o cinturão na semana que vem.

Fonte: GE

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas