Carajás Esporte

verde

Dumont e Malhadinho atropelam; Johnny Walker volta a vencer

Brasileiros vencem todas as suas lutas no evento em Las Vegas. Walker vira luta com finalização no primeiro round; Chris Barnett protagoniza grande virada

Num ano em que o “esquadrão brasileiro” vem com mais derrotas do que vitórias no octógono, o UFC 279 deu um sopro de esperança de virada do placar contra os estrangeiros. Os três lutadores brasileiros em ação no evento deste sábado em Las Vegas venceram suas lutas: Jaílton Malhadinho e Norma Dumont tiveram performances dominantes no card preliminar, e Johnny Walker brilhou com uma virada espetacular no card principal.

Johnny Walker comemora a vitória sobre Ion Cutelaba no UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Johnny Walker comemora a vitória sobre Ion Cutelaba no UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

 

Johnny Walker dá a volta por cima com finalização

O peso-meio-pesado Johnny Walker vinha numa sequência incômoda de duas derrotas consecutivas, mas voltou a sorrir neste sábado. O brasileiro passou alguns apuros, mas mostrou eficiência na luta agarrada para virar a luta e finalizar o moldavo Ion Cutelaba, aos 4min37s do primeiro round, na abertura do card principal.

Cutelaba deu um susto logo no início, com um chute alto de esquerda. Johnny respondeu com o mesmo golpe, e o moldavo aproveitou para catar a perna e derrubar. Por baixo, o brasileiro jogou algumas cotoveladas e conseguiu se defender bem dentro da guarda. Ele escapou por baixo das pernas numa tentativa de passagem de guarda, quase deixou o braço, mas livrou, derrubou o adversário e ainda pegou as costas, onde ameaçou finalizar no crossface.

Cutelaba escapou, mas Walker seguiu nas costas e logo estava sendo apoiado pela torcida local. No minuto final, o brasileiro viu a abertura que precisava para passar o antebraço por baixo do pescoço e finalizou no mata-leão. Feliz da vida, comemorou com a “dança da minhoca” como em sua melhor fase.

Johnny Walker faz força para finalizar Ion Cutelaba no card principal do UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Johnny Walker faz força para finalizar Ion Cutelaba no card principal do UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

– Dana! Vou me casar em 1º de dezembro, preciso do bônus, meu amigo! Estou melhorando. Eu não só nocauteio os caras, quero mostrar que posso finalizá-los no chão também. Trabalhei demais – disse Johnny Walker após a luta.

Jaílton Malhadinho atropela estreante sueco

 

O baiano Jaílton Malhadinho mostrou novamente por que é considerado uma das grandes esperanças do “esquadrão brasileiro” no UFC atualmente. Lutando em peso-casado de 100kg, Malhadinho não tomou conhecimento do estreante Anton Turkalj e finalizou em 4min25s no primeiro round. É sua terceira vitória consecutiva no Ultimate e a 12ª no geral.

Jailton Malhadinho (por cima) fecha o mata-leão e finaliza Anton Turkalj no UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Jailton Malhadinho (por cima) fecha o mata-leão e finaliza Anton Turkalj no UFC 279 — Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC

Malhadinho não demorou a entrar nas pernas de Turkalj: deu um chute nas pernas, esquivou a resposta e derrubou. O sueco tentou levantar, mas foi rapidamente recolocado no solo pelo baiano. O brasileiro não parou de pressionar, buscando passagens de guarda e sempre golpeando. Com cerca de quatro minutos de luta, Malhadinho passou à montada. Ele desferiu cotoveladas e marretadas que abriram caminho para o mata-leão, e Turkalj logo deu os tapinhas de desistência.

Empolgado pela luta rápida, Malhadinho pediu para enfrentar o russo Shamil Abdurakhimov, seu adversário original no UFC 279 que teve problemas com o visto de entrada nos EUA, no Oriente Médio.

– Alô Mick (Maynard, matchmaker do UFC), alô Shamil, se tiver uma vaguinha, eu quero lutar em Abu Dhabi! Eu quero lutar no peso-pesado.

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas