Carajás Esporte

verde

OLHO NO TITULO

Após vitória, Gane diz que está de olho no cinturão

Francês diz não se opor a nova luta por título interino e diz que precisa fazer um trabalho melhor em caso de nova chance contra Francis Ngannou

Após a vitória contra Tai Tuivasa na luta principal do UFC Paris, neste sábado, Ciryl Gane, número 1 do ranking dos pesos-pesados (até 120kg), só tem um objetivo: lutar novamente pelo cinturão da categoria. Ele foi campeão interino da divisão em agosto do ano passado ao bater Derrick Lewis, mas, na luta de unificação contra o detentor do título linear, Francis Ngannou, perdeu por pontos, em janeiro deste ano.

– Não sei o que vai acontecer exatamente. Acho que ninguém sabe o que vai acontecer. A categoria deu uma grande bagunçada neste momento. Não sei se vai ter um título interino. Não sei quando Francis vai voltar ou se ele fica na divisão. Não sei quando ele quer lutar ou será capaz de lutar. Não sei exatamente, mas não importa quem. Digo o tempo todo, qualquer um em qualquer lugar. Mas agora estou olhando para o cinturão – afirmou, em coletiva de imprensa após o UFC Paris.

Ciryl Gane — Foto: Getty Images

Ciryl Gane — Foto: Getty Images

 

A última luta de Ngannou foi justamente a vitória contra Gane. Depois, o camaronês passou por cirurgias no joelho e ainda está em fase de recuperação. Com isso, o francês disse não se opor caso o UFC queira marcar nova luta por cinturão interino para ele.

– Não ligo porque entendo que o UFC precisa conduzir esta situação. Não é fácil. Ele tem grandes lesões e grandes cirurgias, então posso entender. Se eu não quero esperar muito tempo, então sim, estou bem com um título interino. Isso me colocaria em primeiro da fila pelo cinturão.

Gane fez também breve análise da derrota para Ngannou, a única de sua carreira no MMA, e acredita que a experiência do rival foi fator determinante para que ele sofresse o revés.

– Acho que Francis foi muito bem porque tinha mais experiência, mais maturidade. Ele fez um trabalho muito bom. É por isso que não acho que ele foi melhor que eu neste dia, mas ele fez um trabalho muito melhor. Se amanhã eu tiver minha vingança, eu devo fazer um trabalho melhor – concluiu,

Fonte: GE

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas