Carajás Esporte

verde

LeBron James, ano 20: instabilidade nos Lakers, olhos no recorde de Kareem

Astro pode se tornar o maior pontuador da história (em temporadas regulares) aos 38 anos

No dia 16 de abril de 2003, Michael Jordan entrava em quadra com a camisa do Washington Wizards, na Filadélfia, para anotar 15 pontos em 28 minutos contra os Sixers e completar os 82 jogos da temporada regular sem ausências. Aos 40 anos de idade e 15 campanhas na NBA, era a hora do ponto final, no que muitos imaginavam ser uma carreira incomparável pelas décadas seguintes.

Dois meses e 10 dias depois, LeBron James era escolhido na primeira posição do draft.

LeBron James — Foto: Arte ge

LeBron James — Foto: Arte ge

O debate sobre o melhor de todos os tempos esteve interditado por anos, mas o título na bolha da Flórida em 2020, pelo Los Angeles Lakers, derrubou a última barreira na imprensa dos Estados Unidos. Provavelmente, de forma tardia.

Em 2022, aos 38 anos, James inicia a 20ª temporada da carreira com perguntas sobre a instabilidade nos Lakers e o recorde de pontos totais de Kareem Abdul-Jabbar em temporadas regulares. Para ele, no entanto, o jogo já virou. Sua maior preocupação é chegar com saúde ao possível primeiro ano de NBA do filho mais velho, Bronny, elegível para o draft em 2024.

– Meu último ano será jogando com meu filho. Onde quer que Bronny esteja, é onde estarei. Eu faria o que fosse preciso para jogar com meu filho por um ano. Não é sobre dinheiro nessa altura – declarou ao site The Athletic, no último mês de fevereiro, e em diversas outras oportunidades.

O recorde mais cobiçado

 

Na cultura do mar de estatísticas da liga, pontos em temporadas regulares e pontos em playoffs não se misturam. Fosse este o caso, LeBron já teria a coroa há algum tempo. São 44.693 no total, com 37.062 apenas nos duelos da fase inicial. Abdul-Jabbar, astro dos anos 70 e 80, contou 38.387.

Se mantiver os 30,3 pontos de média da última temporada – a segunda melhor nos 19 anos de carreira -, LeBron grava seu nome em mais esta marca no jogo 44, por volta do mês de janeiro.

Estou meio que admirado com isso. Tipo, uau! Sentar aqui e saber que estou prestes a quebrar provavelmente o recorde mais cobiçado da NBA, algo que as pessoas diziam que provavelmente nunca seria feito… Acho super legal

A quantidade de números e recordes de LeBron tende ao infinito, mais ainda pela longevidade. Se, no início da carreira, era costume ser “o mais novo” a alcançar diversas marcas, à beira dos 40, passa a frequentar a prateleira do “mais velho” e do topo dos números totais.

Alguns dos feitos

 

  • Único jogador na história com mais de 30 mil pontos, 10 mil rebotes e 10 mil assistências em temporadas regulares

 

  • Maior sequência de temporadas regulares com médias maiores que 25 pontos por jogo (18). Só ficou abaixo no seu primeiro ano (20,9)

 

  • Número um na história dos playoffs em pontos, cestas de quadra, lances livres certos, roubos, partidas jogadas e minutos jogados

 

  • Único jogador da história da NBA a ser top 10 em pontos, rebotes, assistências, roubos e tocos em playoffs

 

  • Última vez em que anotou menos de dez pontos em um jogo foi em janeiro de 2007, contra o Milwaukee Bucks; são mais de mil jogos seguidos, em mais de 15 anos

 

  • Jogador que mais foi selecionado para o primeiro time All-NBA da temporada (13) e para um dos três times All-NBA da temporada (17) na história

COMPARTILHE

Recomendado para você

alegria
Autor de dois gols no último jogo, Esli quer “transmitir alegria” quando entra em campo
invicto
Com derrota da Tuna, Paysandu é o único invicto do Campeonato Paraense
FPF
Caeté e Águia repudiam ataque racista contra o atacante Fidelis
Parazão
Júlio foca em “corrigir erros” da Tuna para reverter vantagem do São Francisco no jogo de volta das quartas